AERO NA MÍDIA

Em meio à pandemia, cresce captação de empresas no Parque

José Roberto Amaral
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico
Mesmo em meio à crise econômica causada pela pandemia do coronavírus, o Parque Tecnológico registrou um crescimento de 21,77% no número de empresas e startups instaladas no complexo em 2020.

No final de 2019, o Parque tinha 124 empresas e em 31 de dezembro do ano passado contava com 151.

O complexo de inovação e empreendedorismo gera 1.700 postos de trabalho diretos, sendo 70% das vagas preenchidas por profissionais de nível superior.

A área construída no Parque Tecnológico subiu de 51 mil metros quadrados para 55 mil metros quadrados. O aumento se deu com o lançamento do Coworking Nexus Empresas, localizado no Centro Empresarial 1, além da criação de novos ambientes de convivência.

Com área de 188 mil metros quadrados, Parque amplia captação de empresas - Foto: Divulgação
Os espaços para receber novas empresas consolidadas nos quatro centros empresariais subiram de 118 para 144 e para acomodar novas empresas e startups foram de 31 para 35.

Os dados fazem parte do relatório 2019-2020 divulgado pelo Parque Tecnológico.

Sinergia

Criado em 2006, o Parque Tecnológico é um projeto da Prefeitura de São José dos Campos e já recebeu mais de R$ 1 bilhão de investimentos públicos e privados.

Foi criado para ser protagonista no desenvolvimento da região e do país e atua como grande articulador para a criação de novas tecnologias, novos produtos e novos processos.

É justamente esse ecossistema de inovação e empreendedorismo um dos fatores principais para atração de empresas já consolidas ou novos empreendedores.

“Para mim e meus sócios o ambiente do Parque é propício para se criar uma rede de serviços. Aprendo muito com experiências dos outros empreendedores ”, afirma Gabriel Nogueira, sócio-fundador da NCA Personal Data Protection.

A startup, cuja proposta é adequar as organizações à Lei Geral de Proteção de Dados, foi selecionada em novembro e desde janeiro está instalada no Parque.

Fundada em Ribeirão Preto (SP) em 2016, a Aero Concepts, se instalou em novembro e também se associou ao Cluster Aeroespacial Brasileiro.

A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa máquinas e soluções para os setores aeroespacial, defesa e industrial. Tem parceiros e clientes de grande porte, como a Funcate (Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologias Espaciais, IAE (Instituto de Aeronáutica e Espaço) e Mitsubishi Electric.

"Nossas expectativas são as melhores, pois tenho a certeza de que com a dedicação e motivação de nossa equipe associadas às possibilidades existentes no Parque Tecnológico e região de São José dos Campos, muitos irão se surpreender positivamente com nosso crescimento e avanços alcançados pela união da empresa com o Parque Tecnológico", afirma Alexandre Roma, diretor de operações e engenharia da Aero Concepts.

Com a inauguração de sua unidade no Parque Tecnológico, a empresa tem o objetivo de se tornar uma das principais fabricantes nacionais de turbinas a gás para veículos aéreos não tripulados e de sistemas aeronáuticos.

Números

O Parque ocupa uma área de 188 mil metros quadrados, sendo que desse total 56 mil metros quadrados são considerados área verde. A área construída é de 55 mil metros quadrados atualmente.

O complexo possui 4 auditórios, sendo os dois maiores com capacidade para 300 e 800 pessoas. O Parque Tecnológico possui ainda 3 laboratórios, 15 salas de reuniões executivas, dois restaurantes, duas cafeterias e oferece 800 vagas de estacionamento.

Fonte: Prefeitura São José dos Campos

PqTec atrai empresas que investem em pesquisa, desenvolvimento e inovação

A TV Band Vale, em parceria com o Parque Tecnológico São José dos Campos, traz uma série de reportagens sobre inovação e tecnologia.

AERO CONCEPTS SE INSTALA NO PQTEC E SE ASSOCIA AO CLUSTER AEROESPACIAL BRASILEIRO

Empresa busca expandir participação nos setores aeroespacial, defesa e industrial
A Aero Concepts chega ao Parque Tecnológico São José dos Campos e também se associa ao Cluster Aeroespacial Brasileiro. Fundada em Ribeirão Preto (SP), em 2016, a empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa turbo máquinas e soluções para os setores aeroespacial, defesa e industrial.

Tem parceiros e clientes de grande porte, como Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologias Espaciais (Funcate), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e Mitsubishi Electric. É interveniente do convênio Turborreator de 5000N (TR-5000) do DCTA/IAE, com o objetivo de desenvolver e produzir em série a primeira turbina aeronáutica brasileira, além de implantar infraestrutura laboratorial para desenvolver uma família de turbinas a gás, com aplicações nos setores de defesa e energia elétrica.

A empresa tem o objetivo de se tornar uma das principais fabricantes nacionais de turbinas a gás para veículos aéreos não tripulados e de sistemas aeronáuticos.

“As expectativas da Aero Concepts são altíssimas ao ser residente no Parque Tecnológico e associada do Cluster Aeroespacial Brasileiro. Pretendemos criar uma sinergia com as empresas, estruturas e instituições que possam colaborar com a evolução do trabalho das equipes de desenvolvimento de turbinas da Aero Concepts e do DCTA. Buscamos uma verdadeira independência tecnológica de turbinas aeronáuticas”, declara Alexandre Roma, diretor de operações e engenharia da Aero Concepts.

A Aero Concepts inaugura a unidade dentro do Parque Tecnológico em dezembro de 2020, no Centro Empresarial III. O espaço abrigará o núcleo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, onde serão desenvolvidas atividades de engenharia, montagem, qualidade e ensaios.

Fonte: PQTEC.org.br